17° C
min 16° | máx 31°

São Sebastião do Paraiso - MG

(35)3531-2396

Clique
06:06 às 06:59 - Manhã Sertaneja
Apresentação
05:00 às 07:00 - Manhã Sertaneja
Apresentação
Kid Colorado

Notícias

Quatro estados investigam aumento de casos de "doença da urina preta"

14/09/2021

.:: quatro_estados_investigam_aumento_de_casos_de_e34doenca_da_urina_pretae34_53661_1_pt_043423.png ::.

Quatro estados estão investigando o aumento de casos de uma doença provocada pelo consumo de peixes e crustáceos mal conservados. A maioria dos registros de pessoas com Síndrome de Haff, conhecida como “doença da urina preta”, está concentrada no Amazonas, com 61 ocorrências, onde uma pessoa morreu.

Entre as outras unidades federativas estão Bahia (com 13 casos confirmados), Ceará (9 suspeitas) e Pará (6 casos suspeitos).  

A urina muda apenas de cor e outros sintomas são dor e rigidez por todo o corpo. 

A nefrologista Sammara Guedes explica que em algumas situações mais graves é necessário até fazer hemodiálise. “É importante que a pessoa procure logo atendimento médico, porque pode ser fatal”, alerta a especialista. 

A doença foi descoberta há quase 100 anos. No Brasil, o primeiro diagnóstico foi em 2008, mas até hoje não há certeza sobre que tipo de toxina provoca o transtorno. 

Sammara explica que há duas hipóteses para o desenvolvimento da síndrome. Ou o peixe contaminado comeu uma alga tóxica ou os produtos não tiveram o acondicionamento ideal, o que estimula a produção da toxina.  

Por isso, a médica alerta que é importante comprar peixes e crustáceos em locais que seguem as normas sanitárias.

FonteBand.