24° C
min 16° | máx 26°

São Sebastião do Paraiso - MG

(35)3531-2396

Clique
11:30 às 11:59 - Lira Evangélica
Apresentação
Pe. Gilgar Freire

Notícias

No dia em que MG tem recorde de mortes por Covid, governo reduz onda roxa no estado

07/04/2021

.:: no_dia_em_que_mg_tem_recorde_de_mortes_por_covid_governo_reduz_onda_roxa_no_estado_51146_1_pt_041037.jpg ::.

Apesar de Minas Gerais ter ultrapassado 500 mortes por Covid-19 em 24 horas, um recorde durante a pandemia, o governo decidiu reduzir a "onda roxa" no estado.

A partir de segunda-feira (12), a macrorregião Triângulo do Sul poderá avançar para a onda vermelha, que é menos restritiva do que a roxa A Triângulo do Norte já tinha progredido para a mesma fase no dia 31 de março.

 

 

A decisão foi tomada nesta quarta-feira (7), em reunião do Comitê Extraordinário Covid-19. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, a região será monitorada até a sexta-feira (9). Se houver regressão nos indicadores de Covid-19 até lá, o avanço pode ser descartado.

Na ‘onda vermelha’ todas as atividades estão autorizadas a funcionar, desde que cumpram algumas regras, como distanciamento e limitação de número de pessoas em um mesmo ambiente.

 

 

As outras 12 macrorregiões, inclusive a Região Central, onde fica Belo Horizonte, seguem na onda roxa por pelo menos mais uma semana, segundo a Secretaria de Estado de Saúde.

 

O estado ficou integralmente na fase mais restritiva do dia 17 até 31 de março. Segundo a Secretaria de Estado de Saúde, a Triângulo do Norte migrou para a onda roxa antes das outras regiões, em 6 de março, o que permitiu o avanço na flexibilização antecipadamente.

Outras três microrregiões também vão migrar para 'onda vermelha'. São elas: São Gotardo, Montes Claros/ Bocaiúva e Taiobeiras.

 

Mudanças na onda roxa

 

Desde a última segunda-feira (5), após questionamento do deputado estadual Bruno Engler (PRTB), a ‘onda roxa’ deixou de restringir a circulação de pessoas das 20h às 5h e de proibir reuniões familiares. Esta decisão sobre o toque de recolher foi mantida na reunião desta quarta.

 

 

Entretanto, a partir de agora, passa a proibir a retirada em balcão em todo o comércio não essencial, das 20h às 5h. Estabelecimentos como bares e restaurantes só poderão funcionar em formato de delivery neste horário.

Supermercados e padarias terão o horário de funcionamento ampliado até as 22h, para reduzir a circulação de pessoas no pico.

 

Taxa de isolamento em Minas é pior que no Brasil

 

Segundo a SES-MG, a taxa de isolamento em Minas está menor do que a média brasileira. Enquanto no estado ficou em 46,3% nos últimos 7 dias, no Brasil, ficou em 49,94%

No mesmo período, houve um aumento de 5,2% de casos de Covid-19 e 7,8% nas mortes na última semana.