27° C
min 15° | máx 28°

São Sebastião do Paraiso - MG

(35)3531-2396

Clique
13:00 às 14:59 - Tarde Total
Apresentação
Lucimar Stefany

Notícias

Homem tenta passar nota falsa de R$ 100,00 no comércio

24/01/2020

.:: homem_tenta_passar_nota_falsa_de_r_10000_no_comercio_41698_1_pt.jpg ::.

O caso foi registrado na tarde de quarta-feira,22, em Jacuí e o alerta foi dado pela Polícia Militar em todas as cidades integrantes do 43º Batalhão da Polícia Militar. Segundo informações o acusado teria chegado em um estabelecimento e efetuou compras, só que na hora do pagamento foi verificado pelo comerciante que a cédula apresentada para pagamento era falsa. O suspeito saiu dizendo que iria até o carro buscar outro dinheiro para o pagamento, mas não retornou e a polícia só foi acionada horas depois do ocorrido.

O caso registrado em Jacuí poderia ter ocorrido em São Sebastião do Paraíso ou qualquer outra cidade da região. Por isso a Polícia Militar destaca a importância dos comerciantes estarem atentos as notas que recebem. Detalhe que chama atenção no caso é que a compra que seria feita era de pequeno valor e possibilitaria ao infrator um retorno significativo de troco e com dinheiro válido, caso a comercialização tivesse sido concretizada.

De acordo com as características descritas sobre o suspeito trata-se de um homem de cor de pele morena, com aproximadamente 1,75 centímetros de altura, cerca de 80 quilos. O acusado também foi descrito por ter uma tatuagem de cor preta no antebraço direito. O homem trajava camiseta preta e calça na cor bege, semelhante a utilizada em uniforme de construção civil e empresas do gênero. A Polícia Militar destaca que caso surja algum cliente atuando com as mesmas características e modus operandis que seja acionado de imediato o telefone 190 para as devidas providências.

A orientação da PM para os comerciantes para que se atentem a este fato e que segundo o denunciante havia apenas uma pessoa. Além de não saber informar o destino a que o golpista se dirigiu, o caso somente foi comunicado a autoridade policial horas depois do ocorrido. A polícia não descarta a possibilidade do suspeito estar acompanhado de outros comparsas que o auxiliam e de cobertura em outras ações delituosas. Também não é sabida a origem do agente se é da própria cidade ou se é proveniente de outras localidades.

Os comerciantes são orientados como medida de praxe ao receber notas de maiores valores e em situações suspeitas a adotarem medidas de segurança. Entre elas está a verificação com os dedos se o papel é mais áspero que o papel comum. Se possível, compare a nota que recebeu com outra que já tem e verifique se há diferença nos itens de segurança. Nas notas de R$ 50,00 e R$ 100,00 existem marcas holográficas que ao serem movimentadas ou expostas contra a luz apresentam características como, por exemplo, o número do valor da nota e a palavra Reais se alternam, a figura do animal fica colorida e aparecem diversas cores em movimento. Quando suspeitar que uma nota é falsa, não a receba nem a passe adiante. Isso é crime! As notas falsas não são trocadas pelo Banco Central.

Fonte: Jornal do Sudoeste