25° C
min 16° | máx 28°

São Sebastião do Paraiso - MG

(35)3531-2396

Notícias

Papa quer a opinião dos jovens para o próximo Sínodo dos Bispos

14/03/2018

.:: conteudo_35732_1.jpg ::.

O próximo Sínodo dos Bispos está agendado para acontecer outubro. E o Papa Francisco quer saber a opinião da sociedade e dos jovens, numa reunião pré-sinodal que acontece de 19 a 24 de março, em Roma. Serão convidados para esta reunião 315 jovens, sendo cinco deles brasileiros.

Entre os representantes brasileiros, há três indicados pela Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e outros dois convocados por meio de outras entidades eclesiais.

Foram escolhidos Juliene Barros, participante do movimento Milícia da Imaculada e membro da Equipe Nacional de Comunicação da Pastoral Juvenil ― Jovens Conectados; Davi Rodrigues, secretário nacional da Pastoral da Juventude (PJ) e representante das Pastorais da Juventude na Coordenação da Pastoral Juvenil Nacional; e Ariany Leite, da Juventude Missionária Redentorista e representante das congregações religiosas na Coordenação da Pastoral Juvenil Nacional.

Além dos indicados pela CNBB, também foram convocados Lucas Galhardo, que representará o Movimento Apostólico de Schoenstatt Internacional, e Leon Souza, assessor nacional da Cáritas Brasileira para a área de atuação de infância, adolescência e juventude e membro do Fórum de Jovens da Cáritas Internationalis.

“O processo que se estabelece para realizar um sínodo envolve muita gente e principalmente aqueles cujo o tema atinge mais de perto, ou seja, são destinatários primeiros”, comenta o assessor da Comissão para a Juventude da CNBB, padre Antônio Ramos do Prado.

A designer Juliene Barros, que coordena a equipe dos Jovens Conectados, é de São Bernardo do Campo (SP) e participa da Milícia da Imaculada. Para ela, será “uma alegria e uma grande responsabilidade” representar a juventude do Brasil na reunião pré-sinodal, “pois a nossa juventude é muito diversa, e ao mesmo tempo, sofre com as diversas problemáticas sociais e familiares”.

Juliene destaca o trabalho desenvolvido nos Jovens Conectados, a equipe de comunicação da Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB: “O nosso trabalho é ser um caminho de comunicação e de evangelização para as diversas expressões juvenis do Brasil, muitos jovens já se motivaram e compreenderam a sua vocação através dos testemunhos e conteúdos que publicamos”.

O Sínodo de 2018, que é a XV Assembleia Geral Ordinária do Sínodo dos Bispos, terá como tema “Os jovens, a fé, e o discernimento vocacional”. Este encontro com jovens de todo o mundo é organizado pela Secretaria Geral do Sínodo em colaboração com o Dicastério para os Leigos, a Família e a Vida. Ele contará com a presença de jovens de outras religiões e também ateus.

Toda a mobilização tem a intenção de saber o que pensam de si mesmos e dos adultos; como vivem a fé e que dificuldades encontram sendo cristãos, como programam suas vidas e que problemas encontram no discernimento de sua vocação, como veem a Igreja hoje e como gostariam que fosse, de acordo com entrevista do cardeal Lorenzo Baldisseri, responsável pela Secretaria do Sínodo.

Participação

Será possível aos jovens do mundo inteiro participarem das discussões da reunião pré-sinodal através das redes sociais. Estarão dispostos em Roma voluntários para receber contribuições a partir de grupos linguísticos (português, inglês, espanhol, francês, italiano e alemão) em grupos do Facebook. Este é o link do grupo em Português e as orientações para a participação.

“Nós estamos aqui para escutar. Eles devem nos fazer sugestões, dizer o que pensam, o que querem, de maneira que os padres sinodais, em outubro, tenham uma base sobre a qual refletir e fazer um trabalho pastoral a se apresentar a todo o mundo, sobretudo com respeito por aqueles que não estão na Igreja, mas fora dela, para o bem da sociedade e da humanidade”, afirmou o cardeal Baldisseri.

Mais informações sobre o Sínodo: http://www.synod2018.va

Fonte: Canção Nova